O XXIV Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, realizado pela Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRHidro), com o apoio do Governo de Minas Gerais, da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) e de outras instituições parceiras, chegou ao fim nesta sexta-feira (26/11), após sete dias de intensos debates que envolveram diversos temas relacionados à gestão da água e do saneamento básico

Foto: Roberta Lopes.

Durante o encontro, que contou com discussões on-line e presenciais, além de programações gratuitas transmitidas simultaneamente no canal do Youtube da entidade organizadora, foram realizadas nove conferências,12 mesas redondas, apresentação de cerca de 800 trabalhos técnicos e um evento paralelo intitulado Rumo à Dakar 2022 - 9º Fórum Mundial da Água.

A participação da Adasa no simpósio se deu dentro das sessões "Transformação Digital da Adasa" e "Situação do DF em relação ao alcance dos objetivos do desenvolvimento sustentável para o tema da água"; na mesa redonda  "Novas tecnologias para monitoramento e gerenciamento de recursos hídricos"; em duas discussões do evento virtual sobre o Fórum Mundial da Água -  "Desafios do financiamento do ODS 6 na América do Sul" e "Conflitos pelo uso da água e hidrodiplomacia no mundo"; e na realização do Summit "Gestão de bacias em condição de escassez".

Na área voltada para expositores – ExpoHidro, o estande do órgão regulador recebeu visitas de autoridades e do público que pôde conhecer mais sobre as áreas de atuação da agência e sobre projetos desenvolvidos por ela em parceira com outras instituições.  

Um dos pontos altos do evento bianual, que este ano teve como tema "Água em pauta: múltiplas dimensões", foi a assinatura do novo marco regulatório da bacia hidrográfica do rio São Marcos. A cerimônia contou com a participação de dirigentes da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), da Adasa e dos demais órgãos gestores das unidades da Federação que integram a bacia: Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad/GO); Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM); e Secretaria Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad/MG). Pela Adasa, assinaram a resolução conjunta o diretor-presidente, Raimundo Ribeiro, e os diretores Vinícius Benevides, Jorge Werneck e Apolinário Rebelo.

Além dos membros da diretoria, o simpósio contou com a participação do superintendente de Recursos Hídricos da Adasa, Gustavo Carneiro; de Abastecimento de Água e Esgoto, Rafael Mello, e de Drenagem Urbana, Hudson de Oliveira, da superintendente substituta de Planejamento e Programas Especiais, Rosa Alice Lima, além dos reguladores Érica Yoshida, Rodrigo Mello, Luciano Leoi e Wendel Lopes.
Compartilhar:

Fernando Melo

Comente:

0 comentários