Para o presidente do Legislativo goiano, a nova sede da Alego está à altura da sua importância para os 7 milhões e duzentos mil goianos


Foto: Renato Santos.

"Um marco histórico para o Parlamento estadual." Assim define o momento o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, deputado Lissauer Vieira (PSB), às vésperas de iniciar os trabalhos legislativos na nova sede, no Palácio Maguito Vilela, no Park Lozandes, região Leste de Goiânia. O chefe do Poder Legislativo lembra que, entre os grandes diferenciais na estrutura desse novo prédio, que será entregue com o mais alto padrão de qualidade, estão a sustentabilidade e a tecnologia.

"Tudo pensado para otimizar os processos de gestão e segurança da informação, aprimorar o atendimento à população e, ao mesmo tempo, reduzir custos e gerar economia. Investimentos necessários e que trarão excelentes resultados para o Legislativo goiano", ressaltou o presidente.

A nova sede da Alego, com a expansão e aprimoramento da tecnologia, terá como um dos seus grandes destaques o fim do uso do papel, tendendo, dessa forma, os princípios do Selo Verde, marca já registrada da Casa, e reforçando também o compromisso sustentável.

A galeria, local onde os cidadãos podem acompanhar in loco os trabalhos legislativos, foi instalada no piso superior do novo plenário e será reaberta ao público a partir do dia 3 de março (esteve fechada na sede antiga durante a pandemia). O cerimonial da Casa informa que quem quiser assistir a sessão poderá se dirigir ao local. A capacidade da nova galeria é de 200 pessoas.

A sessão
De acordo com o regulamento, no dia 3 de março, o Plenário se reunirá, de forma híbrida, a partir das 15 horas. Neste mesmo dia há uma expectativa interna de que a sessão ocorra no formato presencial. "Acredito que nessa sessão todos os deputados vão para conhecer o plenário, conhecer os gabinetes. Nesse dia, o presidente vai submeter à votação dos deputados a decisão sobre o formato das próximas sessões", explica o assessor adjunto à Presidência, Rubens Sardinha.

O assessor considera que, em função das restrições fitossanitárias decorrentes da pandemia do novo coronavírus, é possível que continue a ser admitida a participação remota dos parlamentares. Com sessões híbridas desde setembro de 2020, a Alego foi o primeiro Parlamento estadual e a segunda Casa Legislativa do País a se adaptar ao novo formato. Há uma expectativa de que a maioria dos parlamentares estejam presentes nessa sessão do dia 3, por se tratar da primeira sessão na nova sede e também por ser a primeira sessão ordinária do ano de 2022.

Sessão ordinária

A sessão será a primeira reunião deliberativa do quarto período da 19ª Legislatura e, na prática, abrirá os trabalhos legislativos de 2022. Regimentalmente, a abertura se dá no dia 15 de fevereiro, mas nesse ano, o calendário de retomada das sessões foi alterado em virtude do atraso na entrega da obra da nova sede por parte da empresa responsável, a construtora JL.

A sessão do dia 3 obedecerá os ritos das sessões ordinárias, com a leitura de um trecho bíblico, leitura da ata da sessão anterior, apresentação de matérias, Pequeno Expediente e Grande Expediente, além da Ordem do Dia.

Nova sede

Servidor da Casa desde 1971, Rubens Sardinha conta que a mudança para a nova sede desperta certa nostalgia, já que foram décadas de trabalho no Palácio Alfredo Nasser. "Mas é também uma alegria a conquista do novo prédio. Teremos o melhor prédio dentre as assembleias legislativas do Brasil", pondera.

O Palácio Maguito Vilela tem área total construída de 44.528,71 metros quadrados e torna possível à população acompanhar, ainda mais de perto, as atividades desenvolvidas na Casa. O novo plenário, por exemplo, teve a galeria ampliada e, agora, passa a contar com capacidade para mais de 200 pessoas. A estrutura possui também uma sala dedicada à Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) e Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento, dois miniplenários, um auditório com capacidade para 600 pessoas, 11 salas de comissões temáticas, cinco salas de reuniões, além de 44 gabinetes para os deputados, seis gabinetes dedicados à Mesa Diretora, mais Escola do Legislativo, restaurante-escola, lanchonetes, área de atendimento de saúde, departamentos administrativos e presidência.

Outro diferencial da nova Casa é a disponibilidade de estacionamento. Uma das principais reclamações dos visitantes, em relação ao prédio anterior — Palácio Alfredo Nasser, na Alameda dos Buritis, Setor Oeste — era quanto à falta de vagas, principalmente para as comitivas do interior do estado, uma questão que será solucionada pelas mais de mil vagas de estacionamentos oferecidas no Palácio Maguito Vilela.

A sessão será transmitida ao vivo pela TV Alego (canais 3.2 da TV aberta, 8 da NET Claro e 7 da Gigabyte Telecom), pelo YouTube, e pelo site oficial (portal.al.go.leg.br).

Conheça o portal FOCO NACIONAL: foconacional.com.br
Compartilhar:

Juliano Roriz

Comente:

0 comentários