Nas eleições de 2018, o policial civil aposentado e empresário obteve 8.078 votos pelo PROS



Carlos Tabanez foi empossado como deputado distrital pelo Partido Democrático e da Ordem Social (PROS) em solenidade realizada na presidência da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) na manhã desta quinta-feira (10). O parlamentar assume em razão da renúncia do deputado Guarda Jânio (PROS) apresentada nesta semana. Trata-se da primeira vez que o terceiro suplente de um partido assume o mandato no legislativo distrital.

Em sua chegada, o deputado Tabanez anunciou que vai usar o período de seu mandato para trabalhar pela segurança pública, inclusive na defesa dos clubes de tiro, além de atuar na construção de políticas públicas focadas na geração de empregos e oportunidades de trabalho.
 
Aos 51 anos, Tabanez é aposentado como policial civil do DF, onde atuou por 15 anos na divisão de Operações Especiais. Além disso, lecionou química durante 10 anos em escolas públicas e privadas. Nas eleições de 2018, obteve 8.078 votos, alcançando a terceira suplência do PROS.

O presidente da CLDF deputado Rafael Prudente (MDB) afirmou que Tabanez é um lutador. Disse também ter a certeza de que durante o período como distrital, o novo representante do PROS vai deixar sua marca de atuação em favor do DF.

Guarda Janio também participou da cerimônia e disse que a segurança pública vai ganhar com a atuação do novo distrital. Lembrou que em nove meses de mandato conseguiu aprovação de sete projetos de lei na CLDF. Entre eles, destacou o PL 2.284/2021, que garante à mulher o direito de ter acompanhante durante a consulta médica, inclusive ginecológica. A proposta foi aprovada em plenário e enviada para sanção do governador.

A secretária de Estado de Justiça e Cidadania Marcela Passamani representou o Executivo na solenidade e garantiu que as portas do GDF estão abertas para o novo parlamentar.

O evento também teve a presença do presidente da Câmara Municipal de Valparaíso de Goiás, vereador Placido Cunha.

Fotos: Bruno Sodré

Caminho
Para assumir o mandato na CLDF, Tabanez contou com a licença do titular, Delegado Fernando Fernandes (PROS) que assumiu como administrador regional de Ceilândia, além da licença da primeira suplente, Telma Ruffino (PROS) que também se licenciou para assumir a administração regional de Arniqueiras. Por fim, houve a renúncia de Guarda Janio para dedicar-se à campanha eleitoral.
Compartilhar:

Rosângela Chimiti

Comente:

0 comentários